Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



29
Set22

29/09/2022

por Quiquera

Hoje estou em dia de saudades.

Esbarro-me perante o espelho,

conto rugas, manchas, marcas, sardas

numa contabilidade de anos passados

e sonhos idos.

(Des)entregue ao trabalho,

perco-me no movimento dos dedos

sobre as teclas, sob a luz

que alumia os meus sonhos

futuros, imaturos, 

numa espécie de meninice tardia.

Quando me chega a tua gargalhada

não me surpreendo da impossibilidade daquele som.

Deixo-me ficar a sonhar,

dedos perdidos no teclado,

numa espécie de emburrecimento,

surpreendente para quem o vê.

A música não me desperta,

apenas o som de um trovão distante

(também ele irreal).

Sei que não estás aqui,

mas na verdade,

a bem dizer,

eu também não.

publicado às 11:50



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2022
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2021
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ